BLOG

  • Portal da Prevenção

Mais de 31 milhões de pessoas foram impactadas pela campanha “Parou por quê?”

Estrelada pelo ator Ary Fontoura, a iniciativa da SBC buscou conscientizar a população sobre a necessidade de aderir ao tratamento para as doenças cardiovasculares e metabólicas


A campanha “Parou por quê?”, lançada pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), com o apoio de Novartis, Bayer e AstraZeneca, para conscientizar a população sobre a necessidade de aderir ao tratamento para as doenças cardiovasculares e metabólicas, impactou mais de 31 milhões de pessoas desde o seu lançamento, em 26/11/21.


“Esse significativo resultado mostra que a SBC está no caminho certo, cumprindo um dos seus objetivos, que é levar conhecimento aos médicos associados e ao público. Afinal, este tema é de fundamental importância, pois a cada dois minutos, um brasileiro morre de AVC ou de infarto, sendo a principal causa a hipertensão arterial. Cenário que se torna ainda mais grave porque menos de 30% dos brasileiros têm a sua pressão controlada”, destaca o cardiologista membro do Conselho Administrativo da SBC, Celso Amodeo, que esteve à frente do lançamento da iniciativa.


A ação iniciou-se com um filme narrado pelo ator Ary Fontoura, mostrando que durante a pandemia milhões de brasileiros simplesmente deixaram de ir ao médico e, ainda mais grave, muitos interromperam seus tratamentos. Vale lembrar, no entanto, que isso não é uma prerrogativa da pandemia. A adesão ao tratamento é sempre um desafio em doenças crônicas, e a crise da Covid-19 só intensificou um problema já percebido pelos médicos.


Dados da campanha


A campanha tinha como público principal a população adulta de 39 a +65 anos. A escolha desse público foi estratégica, pois representa cerca de 46% do total da população do Brasil. Portanto, o público potencial de impacto foi de cerca de 97 milhões de pessoas, ou seja, se alcançou aproximadamente 33% desse grupo, o equivalente a mais de 31 milhões de indivíduos no conjunto de ações.


As ações foram pautadas tanto em canais digitais, quanto em TV, Rádio e branded content, que é o conteúdo da marca associado com a informação. A principal peça da campanha foi o vídeo com a narração do ator Ary Fontoura. O conteúdo foi publicado nas redes sociais do ator (que somente no Instagram possui mais de 4,1 milhões de seguidores), na página oficial da campanha, nos canais digitais da SBC (Facebook, instagram e Twitter) além do canal do Youtube da SBC. Uma publicidade também foi veiculada no jornal O Estado de São Paulo, registrando 419,596 visualizações do vídeo.


A veiculação realizada no intervalo do Fantástico em janeiro deste ano gerou 1,645,004 milhão de impactos em São Paulo e 177,123 mil impactos no Distrito Federal. A ação abriu espaço novas inserções na Rede Globo promovendo um impacto de 22,329,922 milhões de pessoas, a partir de 65 inserções entre TV aberta e pay TV.


Nas emissoras de rádio Band News e Band FM São Paulo, foram 2,499,260 milhões de impactos, com 20 inserções, atingindo 27 localidades em São Paulo e 13 no Rio de Janeiro.


Redes Sociais


No desempenho geral nas redes sociais, foram 1,931,026 visualizações do vídeo, alcançando 7,763,902 pessoas, rendendo 82,983 cliques direcionados para o site e 66,098 reações sobre posts em feed de redes sociais.


Nas redes sociais das SBC, houve 907,400 visualizações de vídeos, representando uma alta de 69% em 30 dias, alcançando 2,680,744 pessoas. Já os posts patrocinados no Instagram e no Facebook atingiram 3,131,818 pessoas, gerando 42,203 engajamentos (1,5%). O engajamento representa todo e qualquer envolvimento que o usuário teve com as comunicações da campanha. A partir de 1,5% pode ser considerado ótimo em qualquer tipo de campanha digital.


Entre as publicações patrocinadas, temas relacionados ao estresse e à saúde da mulher obtiveram maior aderência e relevância nas redes sociais. A notoriedade sobre o engajamento feminino ocorre porque a mulher ainda é quem mais se preocupa com a saúde familiar. Em nível nacional, elas representam 62% do público mais engajado, com prevalência de adesão entre as faixas etárias de 45 a 65 anos.


Com relação aos influenciadores, o ator José Loreto, engajado com o tema diabetes e suas consequências, marcou os patrocinadores no post do vídeo, que gerou 2,608 visualizações.


Além disso, mais de 51 celebridades se engajaram espontaneamente, como Ana Paula Padrão (1.100.000 seguidores), Leda Nagle (917.000 seguidores) e Priscila Fantin (1.300.000 seguidores). A valoração da mídia estimada foi de R$ 300.000,00.


Destaque para o depoimento espontâneo da atriz Suzy Rêgo, falando sobre a necessidade de retomadas dos cuidados com a saúde, marcando os patrocinadores no vídeo.

2 visualizações